9 Erros de Português que você não deve cometer!

Cometer erros de português é humano, principalmente pelo fato da matéria ter tantas exceções e pormenores, mas existem alguns erros que são simplesmente inaceitáveis para quem tem um mínimo conhecimento da língua portuguesa e que podem resultar em uma perda gigantesca de pontos na sua prova de redação ou até na perda de uma oportunidade de trabalho ou promoção. E é exatamente sobre esses erros que vamos falar hoje.

Veja os Erros de Português que você não deve cometer!

Então, preste muita atenção para nunca mais cometer esses erros!

01-erros-de-portugues-entrar-pra-dentro

1. João “entrou para dentro“ de casa.

Sim, “entrar para dentro” é um erro de português chamado de pleonasmo, ou seja, um erro de redundância onde você repete um informação óbvia. No caso da frase acima, é óbvio que João entrou “para dentro” de casa, porque ninguém entra para fora.

O mesmo acontece com “subir para cima”, “descer para baixo”, “sair para fora”, “cego dos olhos”, “encarar de frente”, “elo de ligação”, “hemorragia de sangue”, entre outros.

Ex.: João entrou em casa. / A bola entrou no gol.

02-erros-de-portugues-mim

2. Ele escreveu uma carta para “mim” ler.

Erro infelizmente muito comum, mas que demonstra uma enorme falta de conhecimento sobre a colocação pronominal. Acontece que o pronome oblíquo “mimnão pode ser sujeito de uma oração, mesmo que seja uma oração subordinada, pois ele não pode conjugar verbos.

Ex.: Ele escreveu a carta para eu ler. / Ele escreveu uma carta para mim.

03-erros-de-portugues-fora-de-si

3. Ficamos fora de “si”.

Esse é um erro de concordância entre o pronome oblíquo e o verbo. Não importa onde, o pronome sempre tem que concordar com a flexão verbal, nesse caso, a primeira pessoa do plural: “nós”. Então, se o verbo concorda com “nós”, o pronome também tem que concordar.

Ex.: Ficamos fora de nós. / Ficaste fora de ti. / 
Ficou fora de si.

04-erros-de-portugues-por-causa-que

4. Ele é rico “por causa que” ganhou na loteria.

Clássico erro de invenção de locuções. Exatamente, a locução “por causa que” não existe. Nesse caso utiliza-se o “porque” ou “pois”.

Ex.: Ele é rico porque ganhou na loteria. / Ele é rico, pois ganhou na loteria.

05-erros-de-portugues-embaixo

5. Sobre/Sob

Esse é um erro de português muito grave, pois as palavras “sobre” e “sob” expressam ideias totalmente opostas.

Sobre” significa em cima de ou a respeito de alguma coisa.

Ex.: O livro está sobre a mesa. / O livro está em cima da mesa.

Ex.: Vamos falar sobre a festa. / Vamos falar a respeito da festa.

Sob” significa debaixo ou embaixo de algo.

Ex.: Escondi o cachorro sob a mesa. / Escondi o cachorro embaixo da mesa.

Ex.: Ele ficou sob tensão durante o jogo. (nesse caso fica esquisito dizer que ele ficou debaixo de pressão, por isso utiliza-se o “sob”)

[indeed-social-locker sm_list=’fb,tw,li,go1′ sm_template=’ism_template_3′ sm_list_align=’horizontal’ sm_display_counts=’false’ sm_display_full_name=’true’ unlock_type=1 locker_template=7 sm_d_text='<h2>Está gostando das dicas?<br></h2><p>Nos ajude compartilhando esse conteúdo com seus amigos!<br></p>’ ism_overlock=’blur’ ]

06-erros-de-portugues-mais

6. Ele é bonito, “mais” é safado.

Erro muito comum na hora de escrever, mas que indica a necessidade de mais estudo. A palavra ”mais” é um advérbio de intensidade que significa adição.

Já o “mas” é uma conjunção adversativa que indica uma pequena oposição ao sentido da primeira frase, assim como “porém” e “entretanto”.

Na frase em questão, a intenção é dizer que ele é bonito, entretanto/porém é safado, ou seja, é algo que antagoniza com “ser bonito” na opinião do interlocutor, por isso o certo é utilizar o “mas”.

Se o sentido da frase fosse enumerar as características do sujeito, mesmo assim, nesse caso, utilizaria-se “e” e não “mais”.

Ex.: Ele é bonito, mas é safado. / Ele é bonito e safado.

Ex.: Ele não queria correr mais.

07-erros-de-portugues-saimos

7. A gente “saímos” tarde.

Erro de concordância gravíssimo que deve ser evitado a todo custo! “Gente” faz parte da 3ª pessoa do singular, assim como ele e ela, portando deve ser conjugado de acordo.

Ex.: A gente (Ele – Ela) saiu tarde. / Nós saímos tarde.

08-erros-de-portugues

8. Já “é” 2 horas

Outro erro de português muito comum, mas crasso. Quando o verbo “ser” define hora, ele varia normalmente.

Ex.: Já são duas horas. / É uma hora da tarde.

09-erros-de-portugues

9. Ela tinha “menas” vontade do que nós.

Outro erro que demonstra desconhecimento da língua portuguesa.
 O advérbio “menos” é invariável. Na verdade todos os advérbios são invariáveis em questão de gênero e número, ou seja, eles não variam entre feminino e masculino, nem singular e plural.

Ex.: Ela tinha menos vontade do que nós.
 / Essas tortas são muito gostosas.


 [/indeed-social-locker]

Acesse a aula agora!

Digite seu nome e e-mail abaixo para ter acesso imediato à videoaula: